sexta-feira, 12 de maio de 2017

Contra novo horário noturno

Mais uma manobra do governo do estado. Comunidade escolar se manifesta contra novo horário noturno.




segunda-feira, 24 de abril de 2017

Nota Pública

O SINTE/SC através da Executiva Estadual, em virtude das mobilizações para a Greve Geral do dia 28 de abril, convocada pela CUT, CNTE, CTB, CONLUTAS, INTERSINDICAL entre outras centrais e movimentos sociais, decidiu pela suspensão da Assembleia Estadual do dia 28/04.

A deliberação vem ao encontro de construir de fato uma grande paralisação nacional, para que todas e todos os/as trabalhadores/as em educação possam participar de atos ou atividades realizadas em sua região ou cidade e paralisem todas as escolas de SC.

No entendimento da executiva, uma assembleia no dia da greve geral poderia, de certa forma, desmobilizar os/as profissionais da educação, visto que, grande parte precisa se deslocar até a capital, deixando de unificar a luta em sua região. Este também foi o pedido de algumas Coordenações Regionais da entidade, que estão juntos na organização das manifestações em seus municípios.

Aproveitamos para orientar as regionais que ainda não tem programação, que organizem a mobilização em sua região, ou se unifique ao movimento em local mais próximo chamando os/as trabalhadores/as.

Ressaltamos a importância desse momento de luta e unificação da classe trabalhadora que teremos neste dia 28 de abril, pois só assim, conseguiremos derrubar as medidas do Governo Temer que pretendem destruir os direitos dos/as trabalhadores/as de forma irreversível com as Reformas da Previdência e Trabalhista.

Sendo assim, convocamos todos/as os/as trabalhadores em educação para participar da GREVE GERAL DO DIA 28/04, PARANDO SUA ESCOLA e participando das atividades em sua regional ou cidade. É hora de luta e unificação. Faça parte!

Por nenhum direito a menos! CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA E TRABALHISTA, pelo Piso Nacional na carreira, pagamento das perdas salariais (piso e inflação) e anistia das faltas do magistério catarinense!

DIRETORIA EXECUTIVA DO SINTE/SC

Informe Jurídico



segunda-feira, 3 de abril de 2017

Professores participam de audiência pública para debater Reforma da Previdência

Representantes de entidades sindicais e da sociedade civil organizada criticaram, em audiência pública realizada na manhã desta segunda-feira (3), no Plenário da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, as propostas de reforma previdenciária (PEC 287/2016) e trabalhista (PL 4308/1998) que tramitam no Congresso Nacional.

O evento que lotou as galerias do Plenário Deputado Osni Régis e o Hall do Palácio Barriga Verde foi promovido pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado em conjunto com as Comissões de Constituição e Justiça; de Trabalho; e de Saúde da Alesc.
Segundo os participantes da audiência pública, as matérias representam o desmonte da previdência pública e a retirada de direitos garantidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

28 de abril: dia de paralisação
As lideranças sindicais e representantes de entidades da sociedade civil que se manifestaram na tribuna da Alesc reforçaram o apoio à paralisação geral prevista para o dia 28 de abril em protesto contra a reforma da Previdência, mudanças na legislação trabalhista e a Lei da Terceirização.
A presidente estadual da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Anna Julia Rodrigues, ressaltou que as mudanças propostas para a Previdência Social vão dificultar o acesso da população ao benefício da aposentadoria. “É uma reforma que vem retirar os direitos dos trabalhadores. A grande maioria não vai se aposentar se essa reforma passar desse jeito. Não existe condições para que o trabalhador contribua por 49 anos ininterruptamente até os 65 anos de idade, levando em consideração a expectativa de vida do brasileiro. Muitos trabalhadores vão morrer sem conseguir se aposentar”, falou. “Precisamos alertar a sociedade. Não dá para aceitar essa reforma. Vamos lutar contra essa proposta.”

Leia mais em Portal Alesc






quinta-feira, 30 de março de 2017

Sinte participa de sessão na Câmara de Vereadores para falar da "Reforma da Previdência

Nesta quinta-feira, representantes sindicais estiveram na Câmara de Vereadores de Tubarão participando da sessão.

Atendendo o convite dos vereadores Paulo Henrique Lúcio e Gelson José Bento, os Vereadores abriram espaço debater o tema “Reforma Previdenciária.

Ao final da sessão os vereadores aprovaram encaminhamento de “Moções” para a AMUREL, Congresso Nacional, Fórum Parlamentar Catarinense e União Nacional dos Vereadores, solicitando apoio, ações em repúdio para a Reforma da Previdência. Este encaminhamento foi subscrito por todos os participantes no evento.